terça-feira, setembro 08, 2009

O QUE MINHA AVÓ ME ENSINOU

Uma pessoa pertence ao lugar aonde quer ir. (Whernher von Braun.)
************* Olá... Quero que tenha um Bom Dia! Alguém me diz sinceramente sinceramente: O que significa o pensamento de Von Braun ? Então me diga, se em algum momento você não desejou muito estar em outro lugar, em outra cidade, numa outra casa, talvez trabalhando em outra organização? Quando essa possibilidade estiver mais evidente, não fica uma sensação agradável de que aquele desejo está se realizando? Agora vou mudar um pouco a “brincadeira” Pense em alguma situação, uma pessoa com quem, ou um lugar, aonde você verdadeiramente gostaria de estar agora! Por que não você está lá? Poderia conseguir a realização deste desejo daqui algum tempo? Um mês, um semestre, um ano, alguns anos? Que variáveis impedem te impedem dessa realização? E se você realmente conseguisse esse objectivo, como seria sua vida? Calma Já encerrar meu “interrogatório”. Apenas quis tratar desta questão com você, por que o pensamento de Von Braun, deu aquele abanão que nos tira do lugar. Primeiro por que ele é o pai do foguete Saturno V que levou os astronautas Americanos à Lua. Como tal sonhava chegar a outros lugares, estar em outros lugares. Assim contribuiu para que sua espécie (humana) alcançasse um mundo totalmente inacessível e desconhecido até então. Assim somos nós, muitas vezes imaginamos, desejamos estar em outro lugar, por diversos motivos, que chegamos sentir já fazer parte daquele lugar, ou de estar com alguma pessoa. Porém, ficamos frustrados, ou simplesmente aceitamos a não realização, por que no fundo desconhecemos os reais motivos que nos impedem. *********************************** A verdadeira sabedoria consiste em se conhecer a própria ignorância. (Sócrates) Agora gostaria de saber, se você já desejou alcançar a “iluminação” algum dia? É um desejo que muitas pessoas perseguem de alguma forma. Pode ser que não conheçam esse desejo íntimo por esse nome! Alguns chamam de Céu, outros de paraíso, enfim, cada cultura pode criar a própria nomenclatura. O nome realmente é o que menos importa. Eu particularmente vou chamar esse processo de: Evolução! Está combinado então? Mas, para ficar melhor nosso entendimento sobre isto, deixe-me contar uma pequena história, que ouvi á minha avózinha sobre a “iluminação”. Certo dia, um cidadão tomou uma resolução! Iria dedicar sua vida à meditação. Decidiu que iria para um mosteiro no alto de uma grande montanha, com objectivo de encontrar a iluminação. Viajou muitos dias e ao chegar em frente ao portão principal do mosteiro, encontrou aquele que seria o seu mestre. Aquele homem, foi recebido com muito amor pelos monges que há muitos anos viviam naquele mosteiro. O homem então, dizia a todos: - Vim para buscar minha iluminação. Passados alguns anos, o agora novo monge começou a ficar descontente com a sua situação, pois não conseguia encontrar o caminho da luz. Procurou o mestre e disse-lhe: - Amado mestre, ensinaste muitas coisas belas e importantes nesta minha caminhada, mas ainda não consegui alcançar a iluminação em minha vida. Quero desistir da vida de monge e voltar para a minha aldeia. E o mestre respondeu: - Tudo bem! Já que você está desistindo desta vida de meditação, quero acompanha-lo na descida da montanha. Amanhã, as 4 horas da manhã, estarei esperando no portão principal do mosteiro, para começarmos a descida. No horário marcado, o homem que estava desistindo de sua vida de monge, encontrou o seu mestre. Ao sair do mosteiro o mestre lhe perguntou: - Querido filho, o que estás vendo neste momento? O homem respondeu. - Mestre: vejo o orvalho da madrugada, sinto o cheiro das flores, percebo o céu estrelado e uma lua maravilhosa. Continuaram descendo a montanha. Passada uma hora de caminhada, o mestre pergunta: - E nesta parte da montanha, o que está vendo? - A resposta foi: - Vejo os primeiros raios de sol, escuto o canto dos pássaros e sinto a doce brisa da manhã penetrando em todo o meu ser. Assim continuavam a descer a grande montanha. Passadas algumas horas, o mestre voltou com a mesma pergunta. Recebeu como resposta: - Neste trecho da montanha, sinto o calor do sol, o som do riacho, o orvalho evaporando e os animais silvestres em harmonia com toda a natureza. Seguiram a caminhada. Chegaram ao pé da montanha ao meio-dia. Outra vez o mestre fez a mesma pergunta! E obteve como resposta então: - Vejo como a montanha é bela, as árvores da floresta, o riacho doce que circunda o vale, o camponês cuidando da plantação de arroz. Vejo também uma criança feliz brincando com os seus amigos. Então o mestre lhe falou: - Agora você já poderá voltar para o mosteiro. Espantado, o homem perguntou qual seria a razão da volta ao mosteiro. O mestre respondeu: - Porque você já encontrou a Iluminação. - Como assim? - Muito simples. Em cada etapa da descida da montanha você percebeu a importância de cada detalhe da natureza, compreendendo os seus sons, seus odores, suas imagens, suas cores e sua vida. Assim é que devemos ver e interpretar esta longa caminhada. A isto tudo, nós chamamos de ILUMINAÇÃO. A maravilha da vida é assim! A cada degrau devemos olhar para beleza que ela nos oferece. Mas para isso acontecer de verdade é preciso envolver-se de corpo e alma com a vida que vivemos! Pense...e VIVA

CONVICÇÃO

“Acredito que mais forte que a sabedoria é a imaginação. Que mais potente que a história é o mito. Que a esperança sempre triunfa sobre a experiência. Que a única cura para a dor é o sorriso. Que mais poderosos que a realidade, são os sonhos. (Robert L. Fulghum)
**********************
“ Mais que especial é o dia de hoje, não porque é um Domingo, por que é meu aniversário, que já são motivos de alegria, mas porque é o dia que estou compartilhando meu momento com você, leitor(a) . Conjugando o Verbo Amar cresci, sou uma romântica incorrigível, uma sonhadora deliberada. Só poderia ter dado nisso “...escrever...escrever...” Comecei a dedicar-me realmente à escrita em 1999, e desde então minha vida teve um novo sentido em todos os aspectos, novos amigos surgiram me dando apoio, velhos amigos se surpreendendo comigo, mas todos incondicionalmente "aturando meus escritos poéticos". Assim fui crescendo e colocando em acção a minha missão. Missão sim! Acredito que todos temos uma a cumprir, eu sempre estive certa disso e em busca da minha, até que encontrei e "bingo", hoje sou sós sorrisos. Sonho realizado? Duplamente! espero estar com meu primeiro livro impresso em minhas mãos dividindo o “Verbo Amar” com todos que como eu têm este sentimento aflorado na alma. São os sonhos que sonhamos que tornam nossos projectos realizáveis, as nossas esperanças são triunfadas através da nossa imposição contra as intempéries do nosso "tempo" presente. Nossa realidade se torna "realmente real" quando lutamos sem medo perseguindo nossos sonhos pelos caminhos de pedras ou de flores, de tombos ou de caminhar suave, colocando nosso corpo á disposição do “mau tempo”, nosso rosto a tapas, nossas mãos aos calos, nossos pés no caminho, seja ele asfaltado ou de cascalho, “investindo no sucesso”. O mais importante, oferecendo e “se deixando” receber, sorrisos, abraços, beijos e olhos brilhantes. Sabiam que o sorriso e o brilho nos olhos são as nossas maiores armas? São eles que desarmam todo negativismo de nossa alma e dos “pressupostos invejosos", porque só nos prejudicam se nós permitirmos, somos "escudo divino" e nos esquecemos ou fingimos esquecer, temos o defeito grave de gostarmos de ser vítimas, muitas vezes de nós mesmos, oferecendo assim oportunidade para que entrem sem bater e se instalem os maus agouros. Por isso tudo passei por ter sido negligente. Um dia ao meio do tumulto, encontrei pessoas que me deram a mão e me mostraram sorrisos, abraços e olhos brilhantes, alguns de tão distantes, mas que chegaram tão calorosos, resultando assim em calores vindo dos que estavam ao meu lado, tudo porque “simplesmente” eu abri as portas e janelas certas e deixei o “sol” entrar. E hoje sou “A Escritora, a Mãe, a Estudante, a Amiga mais Feliz do Mundo” meu “Sucesso” é minha “Conquista”, meu “Valor” é incalculável. E você como é hoje? Também como eu?...Bom não?... Se ainda não, meu amigo(a), persiga seus sonhos, lute por eles e principalmente: ”Reaja e Aja!” Faça como eu: “se aceite” e aceite a “mão amiga”!
Lylybety

DECISÕES

As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram as que mudaram o pensamento dos homens a respeito de si mesmos. (Malcolm X)
*********************************
Acharão possível, o que Malcolm X afirma no pensamento de hoje? Bom, eu posso garantir que não é uma das tarefas mais fáceis que poderíamos empreender em nossa vida. Porém, para quem consegue fazer isso, com certeza experimentará uma mudança muito importante na sua existência. Conheço muitas pessoas que buscam em situações ruins vividas no passado, a base para tomar decisões, para agir em determinadas situações. Até que ponto tenho deixado que experiências desagradáveis vividas sejam os balizadores da minha vida daqui para frente? Resolvi tocar neste assunto, nem sempre muito agradável para algumas pessoas, por que nós podemos usar o passado como história, aliás, nem devemos esquecê-lo. Porém, as experiências que de alguma forma geraram traumas, marcaram, feriram, devem ficar lá. Isso, lá no passado, guardadas, ou melhor, esquecidas. Então reforço a ideia novamente com o pensamento de Malcolm X, que só podemos mudar verdadeiramente nossa história, principalmente aquela que não nos agrada muito, se mudarmos nosso pensamento a respeito de nós mesmos. Tenho consciência que muitas situações necessitam apoio profissional. Por isso também precisamos aceitá-la quando for preciso. Já precisei muito deste apoio e não só o aceitei, como o procurei, e, em boa hora o fiz. Como realizar estas mudanças em nós mesmos? Primeiro devemos começar fazendo efectivamente um auto-diagnóstico da nossa situação. Procurando reconhecer, entender e aceitar que existem situações que nós queremos mudar. Avaliar que benefícios essa mudança nos poderá ltrazer. Ah, não vale se colocar na defensiva, afirmando simplesmente: “Sou assim e que os outros me aceitem como sou”. Como também é altamente nocivo, tornar-se uma “vaquinha de presépio”, aquelas que concordam com tudo e com todos, mas nada fazem para mudar. Eu percebi e aceitei este desafio o tamanho do desafio, e, decidi encará-lo e aceitá-lo. Com certeza o processo de aprendizado possível de ser vivenciado aqui é muito enriquecedor. Pense nisso...

VIVA A VIDA!


Seu melhor professor é seu último erro. (Ralph Nader- promotor público norte-americando)
*******************
AGIR SEMPRE E SEM MEDO Imaginemos a seguinte situação: você recebe uma grande oportunidade para dar um passo muito importante, seja no campo profissional, pessoal, emocional, então você analisa suas “cartas” e em vez de participar da rodada você simplesmente diz: - EU PASSO!!! Se fosse um jogo, qualquer, esta seria uma “expressão” ou “jargão” comum, empregado para dizer que o jogador não participa da rodada. Fazendo essa analogia com o jogo (não quero estimular ninguém) a começar jogar, mas mostrar que a nossa vida é um jogo, e o mais importante jogo do qual podemos e devemos participar. De acordo com essa comparação que fiz acima, percebemos que muita gente quando considera não ter as melhores “cartas” para jogar, preferem “passar” na rodada. Ou seja, não jogar, não arriscar. E Sabem por quê? Puro medo, por não confiar em seus próprios talentos de arrumar as cartas de tal forma que o jogo lhe possa ser favorável! Vejo quase todos os dias, gente que desiste, que passa na rodada, que literalmente jogam a toalha. O que na verdade é um fenómeno que acontece com as pessoas desde a mais jovem idade. Adolescentes que já perderam a razão de existirem, de participar activamente na construção de suas próprias vidas, como os adultos, que por diversos motivos deixaram de acreditar num futuro melhor. São pessoas que ás vezes estão apaixonadas e que em outros momentos, deixam completamente, de acreditar no encantamento de um novo amor. Sabem de uma coisa? Há pessoas que já se consideram velhas demais para acreditar em ambições profissionais, ou sentimentais. Outros que simplesmente dizem quando for sua vez de jogar: - EU PASSO! Simplesmente por que não querem mais acreditar nem em si, nem no jogo. Ou por que não querem tentar. Por que já acreditam firmemente que não vale mais a pena, sequer tentar! Por isso, quando a vida lhe der as cartas para o jogo, lembre-se do que falamos aqui e diga! - EU VOU... EU PARTICIPO DESTA RODADA E DA PRÓXIMA E DE TODAS AS PRÓXIMAS... Enquanto tiver forças para jogar... Estou vivo... só esse facto já é motivo suficiente para não perder mais um dia sequer, a lamentar-se, viva a vida um dia de cada vez, mas inteiramente, com todos os riscos e alegrias que ela tem. Pensem nisso... Lylybety

O PRIMEIRO PASSO

Qual é o custo da felicidade? O sucesso não é determinado pelas vezes em que você cai ou é derrubado, mas na rapidez com que você volta a se levantar. (Ralph Marston)
***************
Qual é o custo da felicidade? Têm dado á felicidade, tantos custos tantos preços, que parece até ser completamente inacessível. Qual é o custo do sucesso, da realização pessoal, da satisfação com nosso próprio corpo? Paremos só um instante para pensar seriamente nestas questões Se fazer sucesso na vida, não tivesse um custo, todos nós, melhor, todo mundo seria um sucesso. E se as conquistas, a realização, não tivessem um custo, todas as pessoas seriam conquistadores, estariam realizados. Da mesma maneira, se a felicidade não exigisse dedicação, ela perderia o sentido. Não é verdade? Ah sim... tenho certeza que alguém ai vai levantar-se e contestar, ou pelo menos afirmar que não precisaria ser tão difícil. Concordo. Mas como tudo a dificuldade é relativa. Vai depender do quanto estamos preparados para arcar com os custos, ou da relação que fazemos entre custo e benefício. Vou tentar explicar melhor… Um atleta – (aproveitando o clima de jogos Pan americanos que estão chegando), para conquistar uma medalha precisa de muito treino, preparação, determinação, atitude de vencedor. Concentrar-se na vitória que deseja alcançar. Da mesma maneira, aquele profissional que deseja o emprego dos seus sonhos, precisa de preparação, conhecimento, habilidade, experiência, juntamente com uma boa apresentação pessoal. Além de saber “vender seu peixe”. A jovem que sonha conquistar uma companhia ideal, para complementar sua vida amorosa, deve desenvolver qualidades e ter atitudes, que atraiam as pessoas certas. O Rapaz, que acaba de decidir sobre seu corpo, não concordando com seu peso e tamanho e quer alcançar um peso ideal, seja por determinação própria ou por sugestão médica. Terá uma maratona de desafios pela frente, enfrentar uma reeducação alimentar, vigiar seu apetite, acompanhamento médico. Visitas frequentes à balança. Mas tem outro item importante, em qualquer um dos casos citados aqui, para você analisarmos Não encarar o desafio de uma vez. Ou seja, procurar dividir o objectivo final em etapas menores. Menos assustadoras. Querem ver como? Vou pegar o último exemplo, até por se tratar de uma situação mais corriqueira, talvez mais desafiadora, que as demais. Suponha que alguém que conhece, deseja ou mesmo necessita emagrecer alguns quilinhos. Se o desafio inicial, for algo como 12 ou 15. Um número interessante, não é? Ah, e agora? Se a proposta, o desafio, a meta for alcançar os 12 ou 15 quilos de emagrecimento numa só vez, num período de 3 meses. Tenho certeza que de saída, vai parecer um desafio assustador. Um objectivo quase inalcançável. Não é? Mas se esse valor for dividido em algo como 1 quilo por semana. Cada pequena etapa destas será muito mais fácil de ser conquistada e ainda sem a sensação de um grande sacrifício. E tem mais. Cada pequeno objectivo alcançado, deve ser celebrado. Sim... precisamos estabelecer uma forma de nos premiar por cada pequena conquista nesse intervalo de tempo. Assim a motivação para alcançar seus resultados será muito maior e mais significativa. Como é para um atleta que terá uma medalha, um trofeu ao vencer uma competição. Lembrem-se, que mesmo o menor dos esforços cria o embalo. Mesmo que você só avance um pouquinho hoje, ainda assim será um pouquinho mais próximo do seu objectivo, do que estava ontem. Pense nisso... Avance rumo ao seu sucesso. Mas esteja certo que tudo tem um custo. Então esteja preparado para paga-lo. O valor não está no fim do caminho mas sim no inicio…. Lylybety

EQUILIBRIO: CORPO - MENTE - ALMA/ESPIRITO

Somos feitos de 3 coisas : Um corpo: que vemos todos os dias no espelho. Uma mente: servimos-nos dela quase durante o dia todo, é solicitada por tudo e mais alguma coisa na nossa sociedade. Uma alma (consciência): O que é isso? quase ninguém sabe, mas parece que vem incluída no pacote básico .. Hoje em dia, na nossa sociedade, só a mente conta: vejam como tudo é apenas direccionado para o ego. Na escola, trabalhamos-o quase todos os dias de todos os ângulos, enquanto que para o corpo fazemos desporto apenas uma vez por semana, na maioria .. Todos os programas de TV são dirigidas a ele(ego): séries televisivas, reality shows, noticiários. etc... Nossa mente é tão super dimensionada que toma o controle sobre tudo em nossas vidas. Assim sendo esquecemos-nos ou negligenciamos nosso corpo. Portanto a alma, nem se fala ! No entanto, somos mais ou menos como nossos carros se negligenciarmos os pneus, o motor ou a direcção, isso representará um grande problema. Se você colocar leite com açúcar no deposito em vez de gasolina, ele não anda. Resultado, na nossa sociedade todos andamos de Ferrari e enchemos o deposito com leitinho doce, então não se surpreenda se em vez de andar a 200kms por hora, tenhamos que empurra-lo até à próxima descida. - O corpo: deveria ser solicitado pelo menos uma hora por dia, caso contrário, cai aos bocados de uma maneira ou de outra. Você tem que encontrar o que combina consigo. (Andar, correr, ginástica, etc .. não importa, desde que não se deixe levar pelo o excesso.) - A mente: é tão solicitada durante o dia que o melhor seria deixa-la em repouso tanto quanto possível. Deve ser utilizada apenas para comunicar e armazenar informações. - A alma: é ela que deveria ser mais solicitada durante o dia, mas nunca é. (Geralmente ela tem de se infiltrar, já que a negligenciamos). Alguns indícios sobre a Alma: - A alma é o silêncio entre os pensamentos, estamos conscientes da nossa alma quando estamos felizes por existir, em vez de pensar. A alma é a intuição e o conhecimento encarnados. Técnicas de presença permite-nos senti-la, tal como a meditação. A partir do momento em que saímos dos pensamentos (que são apenas a mente), entramos na alma. Você também pode ouvi-la através da simples observação do mundo que nos rodeia: ela constantemente nos envia sinais, sob a forma de coincidências. Não é o corpo que contém a alma, mas a alma que contém o corpo. Temos de olhar o mundo inocentemente como se fosse pela primeira vez, porque senão é a mente que produz o efeito ( toda a acção conhecida solicita a memória e o mental) e isso nos impede de ver a realidade. (Projectamos em vez de ser receptivos). O corpo e a mente são temporários, apenas a alma é permanente. Ele deve dar o rumo da sua vida .. Baseada em construções puramente mental, a nossa vida só pode ser uma mera repetição das nossas frustrações, nada poderá evoluir. Aqui está mais ou menos como funciona o homem actual: A mente decide tudo e mais alguma coisa: ela faz-o correr de desejo em desejo (bem alimentada pela sociedade) e o faz fugir do presente, lamentando o passado e temendo o futuro. olhar através dos olhos de pessoas nas ruas: elas nunca estão cá e caminham como fantasmas. Seus corpos são negligenciados e alimentados a partir dos desejos da mente, que não são sua real necessidade. A alma: é vista como a sorte ou capricho do destino que, por vezes, cria situações felizes e outras vezes menos felizes. (Esta noção de infortúnio e sorte depende apenas de o julgamento da mente) Tem extremamente medo de morrer (a mente sabe que ele não irá sobreviver no fim). Aqui está como deveria funcionar normalmente um homem: A alma dá o tom: ela sabe porque você veio aqui, e isso gera a experiência de nossa realidade. (sorte e azar não existe: nós somos os criadores da nossa história) A mente segue, que fornece armazenamento e comunicação. O corpo permite a acção no mundo material. Um bom exemplo para quem gosta de computadores: Imagine alguém em frente a um computador, esse alguém vamos dizer que é a alma, o software e hardware do computador são a mente, e os periféricos(teclado, rato, monitor) do PC são o corpo. Portanto se esse alguém quisesse efectuar alguma tarefa, ele teria de pensar primeiro naquilo que ele quer, de seguida arranjar os softwares (programas) apropriados... Isso seria a alma. Depois, sempre sobre comando da pessoa (alma), utilizaria o hardware e software (mente) através dos periféricos (corpo), para efectuar essa tarefa ! Agora imagine que ninguém controla o PC o que faria ele ?? nada !!! Então vocês perguntam, mas então como é que as pessoas fazem as coisas se supostamente a alma não está no comando ? É fácil ! Se você deixar seu computador disponível e sem password então alguém irá utiliza-lo sem qualquer problema ...! E vocês perguntam novamente, e quem nos utiliza ??? Fácil ! ... A sociedade ! ( Tv, Noticiários, Entretenimento, Politica, Escola, Emprego, Religiões etc...) Só que existe mais um problema ! A sociedade é por si só um Computador completo, com Hardware, Software e Periféricos... Então quem controla esse computador gigante que controla todos os outros ??? Boa pergunta ... O melhor seria mesmo começar a controlar o nosso próprio computador e desconecta-lo dessa rede gigantesca... O desafio é,.. voltar a ser um homem normal ! Lylybety

SILENCIO, PAZ OU SOLIDÃO?

Chegou do emprego cansada, afinal era o fim de uma semana de trabalho com um horário extenso e cansativo. Pensou para si própria que apesar do cansaço poderia ler todos os mails que não tinha lido, abrir todas as cartas que se foram amontoando ao longo da semana, ver televisão ou simplesmente não fazer nada e ir dormir cedo. Por volta das dez horas da noite, já estava a semicerrar os olhos e pensou que não tardaria muito em ir deitar-se e ler até adormecer. Aquele livro pousado na sua mesa de cabeceira à cerca de dois meses já a incomodava. Até era interessante, caso contrário já o teria posto de parte, simplesmente nos últimos tempos, só conseguia ler duas ou três paginas por noite. No entanto, ao ler um mail que um amigo lhe enviara, reparou num link de um site de musica. Não resistindo ao apelo implícito, foi ao PC , abriu o site indicado e com um sorriso pensou que este seu amigo de longa data sempre tivera bom gosto e a conhecia bem. Deliciada, não sentiu mais o sono e o cansaço e enquanto escutava a música, pegou numa caneta e em várias folhas brancas e começou a escrever. Era noite já alta e ela ouvindo musica de um site da Internet e a escrever os seus pensamentos mais íntimos, foi invadida por uma sensação de conforto e de paz, como há muito não sentia. De tempos a tempos, parava de escrever, fechava os olhos e languidamente deixava que a musica a invadisse, transportando-a para mundos de sonhos e fantasia, de amor e sensualidade. Pensava nele, mas estranhamente não se sentia sozinha ou triste. A solidão por vezes fazia-se sentir, mas ela ao contrário de muita gente, até gostava de alguns momentos em que se sentia afastada de tudo e do silencio que a rodeava. Lembrou-se de uma grande amiga, que se lamentava muitas vezes, por não ter um minuto que fosse, só para estar com ela própria, sozinha e em silêncio total. A noite avançava e ela pensava em todas as pessoas que tinham feito parte da sua vida. Teve saudades dos amigos que não abraçava havia tempo, dos amigos que já tinham partido prematuramente, dos amores que tivera, nas oportunidades não aproveitadas. Sentia que grande parte da sua vida já tinha passado, no entanto isso não a entristeceu, pelo contrário, fez com que ela entendesse, naquela noite de primavera e de repentina insónia, que queria continuar a viver intensamente todos os momentos, como aquele em que sozinha e em silencio apenas lhe chegavam baixinho os sons da musica. Bem haja o seu amigo, por lhe ter lembrado que a música Era uma grande companheira. Tranquilizante e sadia. Quem se sentia só? Ela? Não jamais. Apenas sentia UMA ENORME PAZ! Lylybety

SER CRIANÇA

Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias, sorrisos e brincadeiras.
Ser criança é comer algodão doce e se lambuzar.
Ser criança é acreditar num mundo cor de rosa, cheio de pipocas.
Ser criança é olhar e não ver o perigo. Ser criança é sorrir e fazer sorrir.
Ser criança é chorar sem saber porque.
Ser criança é querer ser feliz.
Ser criança é se esconder para nos preocupar.
Ser criança é errar e assumir o erro.
Ser criança é pedir com os olhos.
Ser criança é derramar uma lágrima para nos sensibilizar.
Ser criança é isso e muito mais.
É nos ensinar que a vida, apesar de difícil, pode tornar-se fácil com um simples sorriso.
É nos ensinar que criança só quer carinho e afeto.
É nos ensinar que, para sermos felizes, basta apenas olharmos para uma criança. Quisera eu...
Ter a sabedoria de uma criança,
Ter a humildade de uma criança,
Ter a força de uma criança,
Ter a garra de uma criança,
Ter a cosmovisão de uma criança,
Ter o amor de uma criança.
A sabedoria de uma criança é feita de simplicidade, não tenta complicar as coisas fáceis;
A humildade de uma criança é genuína, incorruptível, desprovida de interesse egoísta;
A força de uma criança é possante, é evolutiva, é motivadora;
A garra de uma criança é algo fascinante, sempre se põe de pé após cada queda sem preocupação se vai cair mais uma vez ou não;
A cosmovisão de uma criança é a visão ideal para um mundo ideal;
O amor de uma criança é o amor capaz de regenerar o mundo.
Quisera eu que todos nós fôssemos crianças; o mundo seria o paraíso e as pessoas seriam anjos. A paz seria realidade sempre presente e a felicidade seria plena
Lylybety

A FELICIDADE

Deus estava de férias quando Felicidade nasceu. Acompanhado por um séquito de anjos, querubins, serafins, santos e, é claro, o Filho, fechou o Paraíso e colou na porta um apressado "Volto já". Mas não pretendia voltar tão cedo... No céu ficaram as Santas, as Senhoras, e Lyly (que aproveitara as férias de Deus para visitar as amigas). A entrada de Lyly se dera durante um descuido de São Pedro que, eufórico com a promessa de vários dias de vadiagem, esquecera de passar as famosas sete chaves na porta. Lyly não se fez de rogada e entrou conduzida pelas mãos de Joana, a do Arco. Escondeu-se num quartinho onde Deus guardava as mundanices da Terra e não fazia a menor questão de ver. E lá, entre os dejectos da humanidade, o prazer, a gula, os líquidos impuros, o riso, as gargalhadas, a esperança, a carne, as mulheres, as serpentes, as maçãs e os seus respectivos pecados, Lyly ficou escondida por vários dias celestiais. Não sei se pela presença infernal de Lyly ou se pela fermentação dos tais líquidos impuros, os dejectos mundanos iniciaram um quântico processo de concepção que culminou na gravidez de Lyly. Concepção sem Pai, sem Espírito Santo, em si, como a gravidez das mulheres... A solidão, feminina por natureza, não durou muito e logo vieram as Santíssimas. Juntas, enquanto Deus se divertia com Seu séquito de falos, tricotaram casaquinhos, bordaram lençóis, mantas, cueiros e fraldas, tecendo em nós delicados os fios do destino da pequena Felicidade. (A esta altura devo dizer que por processo transcendental inquestionável ou pelo excesso de maçãs que Lyly ingeriu durante a gestação, todas já sabiam que a barriga fermentava uma menina.) Não sei se por generosidade Altíssima ou se pelo desejo de se projectarem em algo mais além da santidade, depois de discutirem por séculos, milénios e horas, as Santas, Senhoras e Lyly decidiram que a menina se chamaria Felicidade. Guadalupe foi a primeira a sugerir o nome quando se recordou que o vira nos olhos de Diego, o indiozinho mexicano, reflectindo todas as estrelas do céu. A lembrança da Virgem suscitou as recordações das Feminíssimas presenças. Aparecida o identificou nos corações dos pescadores que a retiraram das águas do rio; Maria , quando lembrou de seus seios a jorrarem leite nos lábios do Filho. Fátima também nele pensara quando fechou o céu em negror para logo depois abri-lo em luz. Joana, a do Arco, nele pensara quando corria livre entre os guerreiros e até quando sustentou seus ideais na fogueira. Santa Rita de Cássia custou um pouquinho para dele se recordar, mas logo o localizou num cantinho da cozinha, bem debaixo da janela, onde podia se esconder da violência do marido. Lyly dele se recordava tatuado no corpo de Adão, no momento em que rolou sobre ele e recebeu seus líquidos. Eva o reconheceu no brilho redondo da maçã roubada do pomar de Deus. Recordadas por retalhos de altíssima humanidade, nomearam Felicidade bem antes dela ter nascido. Não sei se por nomeação prematura ou por motivo que está mais além da compreensão, Felicidade não nasceu óbvia. Nasceu sem as dores do parto e sem as contracções do ventre. Em vez de braços, abriu enormes asas; em vez de razão, exibiu espirais; em vez de olhos, arregalou uma estranha mirada atemporal. Sem tempo, braços e razão, tornou-se a filha preferida de todas as mulheres celestiais. Mimada, acarinhada por séquito Santíssimo, Felicidade cresceu fora das vistas de Deus e da bravura eloquente dos santos. Um dia, quando Deus resolveu limpar o quarto em que Felicidade nasceu, encontrou-a brincando com os dejectos dos mortais. Lembrou-se de Lyly e daquela estranha mania que ela tinha de querer ser feliz. "Não, esta criança não pode ser filha Dela! Lyly está presa nas profundezas do deserto, guardada por uma horda de demónios. Eu mesmo a pus lá!", Disse Ele sem muita certeza. Felicidade, assustada pela imperial presença, correu para se esconder debaixo do manto de Nossa Senhora, e ali, entre véus diáfanos de calor altíssimo, desabrochou demasiado humana. Por falta de deserto que a trancafiasse e de demónios que a vigiassem, Deus a arremessou à Terra, num dia em que os corações dos mortais assombraram em eclipse. "Milagre!", a humanidade gritou em uníssono quando Felicidade iluminou seus corações. Desde então, todos buscam a Felicidade, e poucos são, os que a encontram, pois não sabem que ela habita, no coração de cada um, e nesse local ninguém, ou muito poucos, a vão procurar. Mas ela está lá, sem dejectos, sem imundície, está pura, límpida, cristalina, risonha sempre.
Lylybety
Às vezes, fico me perguntando por que, pra algumas pessoas, é tão difícil ser transparente? E quando digo ser transparente, falo da transparência no real sentido da palavra... Não falo em uma pseudo transparência que certas pessoas somente fingem ter diante dos outros. Ser transparente não é ter falsas atitudes decentes. Ser transparente não é ter argumentos para justificar situações ridículas e inaceitáveis. Ser transparente não é vestir a máscara de pessoa correcta e tentar enganar os outros. Ser transparente é muito mais do que isso. Ser transparente e sincero é, antes de tudo, não enganar a si mesmo. É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que realmente sente... Ser transparente é não vulgarizar os sentimentos puros, como o amor... Ser transparente é não dizer "Eu te amo" da boca para fora. Ser transparente é não dizer "eu te odeio", quando na verdade se quer dizer "você me magoou"... Ser transparente é não fazer promessas que nunca vai poder cumprir... Ser transparente é não se fazer de vítima das situações e, sim, assumir cada palavra dita, admitir cada gesto (por menor que seja) e cada pensamento. Ser transparente é respeitar, acima de tudo, os sentimentos alheios. Ser transparente é também assumir sua parcela de culpa em cada sofrimento vivido. Ser transparente é desnudar a alma, deixar cair as máscaras, baixar as armas, destruir os imensos os muros que nos empenhamos tanto para levantar... Ser transparente é permitir que toda a nossa doçura e nossa real essência aflore e transborde! Mas infelizmente, quase sempre, a maioria de nós decide não correr esse risco. Preferimos a dureza da razão à leveza que exporia toda a fragilidade humana. Preferimos a falsa segurança de uma mentira escondida ao temor da verdade exposta. Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos, assim, manter uma imagem que nos dê a sensação de protecção; uma imagem de pessoa decente, correcta, digna e completamente confiável... E, na realidade, nem todos o somos... E assim, nos afogamos mais e mais em falsas palavras, em falsas atitudes, em falsas promessas, em falsos sentimentos. Acabamos nos perdendo de nós mesmos e já não sabemos onde está nossa franqueza, nossa brandura, nosso amor mais intenso e não contaminado. Com o tempo, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar: amor, doçura, compaixão, compreensão, confiança, respeito... Então sofremos, ficamos sós, imensamente tristes e choramos baixinho antes de dormir, num silêncio que nos remete a uma saudade desesperada de nós mesmos e, principalmente, das pessoas especiais que perdemos por causa da nossa falta de atitude sincera... Isso porque, infelizmente, achamos que é melhor fugir, nos esconder, mentir, acusar, magoar, criticar, desrespeitar e julgar do que simplesmente "dizer a verdade"!! Porque aprendemos que dizer isso é ser fraco, é ser tolo, é ser menos do que o outro, é se expor demais... Quando, na verdade, se agíssemos com o coração e com total sinceridade, poderíamos evitar tanta dor, tanto sofrimento, tanta decepção e tantas perdas... Por isso, sugiro que deixemos explodir toda nossa transparência! Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencível, não impor nossas falsas verdades. Que consigamos falar a verdade mesmo (doa a quem doer), que consigamos admitir nossos erros, que consigamos pedir desculpas pelas nossas faltas. E que consigamos falar somente o que sentimos de verdade: amor ou ódio, tristeza ou alegria, decepção, orgulho... Que consigamos docemente viver, sentir, ser o que somos, amar... e se deixar ser amado!! Que sendo transparentes, possamos ser plenamente felizes... Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de protecção... E assim, vamos nos afogando mais e mais em falsas palavras, em falsas atitudes, em falsos sentimentos. Não porque sejamos pessoas mentirosas, mas apenas porque nos perdemos de nós mesmos e já não sabemos onde está nossa brandura, nosso amor mais intenso e não contaminado. Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar, doçura, compaixão... a compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós, imensamente tristes e choramos baixinho antes de dormir, num silêncio que nos remete a uma saudade desesperada de nós mesmos... daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar àqueles que mais amamos! Porque, infelizmente, aprendemos que é melhor revidar, descontar, agredir, acusar, criticar e julgar do que simplesmente dizer: "você está me machucando... pode parar, por favor?". Porque aprendemos que dizer isso é ser fraco, é ser tolo, é ser menos do que o outro. Quando, na verdade, se agíssemos com o coração, poderíamos evitar tanta dor, tanta dor... Sugiro que deixemos explodir toda a nossa doçura! Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencível. Que consigamos não tentar controlar tanto, responder tanto, competir tanto que consigamos docemente viver... sentir, amar... E sejamos não só razão, mas também coração, não só um escudo, mas também sentimento. Seja transparente, apesar de todo o risco que isso possa significar. E alem de tudo AME! “Ame, simplesmente ame!" A inteligência sem amor faz-nos perversos. A justiça sem amor faz-nos implacáveis... A diplomacia sem amor faz-nos hipócritas. O êxito sem amor faz-nos arrogantes... A riqueza sem amor faz-nos avaros... A pobreza sem amor faz-nos orgulhosos... A beleza sem amor faz-nos fúteis. A autoridade sem amor faz-nos tiranos “Ame, simplesmente ame!" O trabalho sem amor nos faz escravos. A simplicidade sem amor nos deprecia. A lei sem amor nos oprime. A política sem amor nos deixa egoístas. A fé sem amor nos deixa fanáticos. A cruz sem amor se converte em tortura E quando, algumas vezes, NÃO encontramos as palavras adequadas para expressar o que sentimos; seja por timidez ou porque os sentimentos nos avassalam; nesses casos podemos contar com o idioma dos abraços... A vida sem amor... ... não tem qualquer sentido! Lembrando que “a vida é tão curta e a tarefa de vive-la é tão difícil que quando começamos a aprende-la, já é hora de partir... “ Sigamos na certeza de que.... TUDO PASSA... Que consigamos docemente viver... Sentir... Amar... Ser Transparentes!... …certo de que esse momento que você vive, seja ele de muita alegria ou de dor… …Vai passar! e você deverá seguir em frente, sem olhar para trás, rumo à eternidade, sempre transparente, porque tudo passa, mas você é eterno... " “…no favor do Senhor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã Salmos 30:5. “Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede “de um mesmo parecer”, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco” (Bíblia Sagrada - 2 Coríntios 13:11
Lylybety

HOJE É AGORA!

O presente é a sombra que se move separando o ontem do amanhã. Nela repousa a esperança. (Frank Lloyd Wright)
**********
Hoje é um dia importante, como devem ser todos os nossos dias! Logo mais, grande parte do país pára, diante duma televisão, para “torcer” pelo Brasil, contra a África do Sul. É uma realidade, não adianta reclamar, e eu também não quero ir contra a maré. Enfim é assim e nada poderá ser feito para mudar isso. Então, se não podemos mudar uma situação que move praticamente o mundo todo. Podemos mudar a nós mesmos. E para fazer essa mudança, não dependemos de nada e de ninguém mais do que da nossa própria vontade. Não dependeremos nem sequer do resultado de um jogo de futebol. Não dependeremos do clima, se estiver ou não estiver adequado para nossa decisão. Se for preciso, cria-se o clima adequado. Mas faça o que tiver que ser feito. É por isso, que eu vim até aqui hoje, para te dizer o seguinte: Comece agora, fazer alguma coisa por alguém, ou por você mesmo.
Não espere mais.... Se esperar a condição ideal, para fazer qualquer coisa que seja importante para você ou por alguém. Talvez o momento ideal não aconteça! Por isso: Não espere um sorriso para ser gentil...
Não espere ser amado para amar.
Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de um amigo...
Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante em sua vida.
Não espere o melhor emprego para começar a trabalhar...
Não espere a queda para lembrar-se do conselho...
Não espere a enfermidade para reconhecer quão frágil é a vida...
Não espere a pessoa perfeita para então se apaixonar...
Não espere a mágoa para pedir perdão...
Não espere a separação para buscar a reconciliação...
Não espere a dor para acreditar em oração...
Não espere elogios para acreditar em si mesmo...
Não espere ter tempo para servir...
Não espere que outro tome a iniciativa se você foi o culpado...
Não espere o "Eu Também" para dizer o "Eu Te Amo"...
Não espere ter dinheiro aos montes para então contribuir...
Não espere o dia de sua morte sem antes AMAR A VIDA...
Principalmente, Não espere para desejar um Bom Dia HOJE... a quem estiver ao seu lado! Pensei nisso nisto hoje, e irei fazer o que precisar ser feito, para conseguir para mim e para quem me rodeia, um BOM DIA
Lylybety

O PERDÃO

O fraco jamais perdoa: o perdão é característica dos fortes. (Mahatma Gandhi)
************************* Estamos rodeados de todos os lados por pensamentos inteligentes de “grande gênios” da humanidade. Coisas de homens sábios, que em numa simples frase, conseguem sintetizar lições de uma vida toda. Um exemplo bem claro é o pensamento de Gandhi que usei hoje no inicio desta minha dissertação. E, acrescento outro: “Mais alto sobe aquele que ajuda o outro a subir” de (George Adams). Mas existem coisas me intrigam ainda! Mesmo com tantas coisa, sábias, inteligentes que aprendemos quase todos os dias. Mesmo com uma predisposição quase natural de rejeitarmos as coisas erradas. Por que ainda existem tantas coisas errada no mundo? Ah, sim... parece até que o mundo precisa ser corrigido, consertado! E quase todas essas pendências são causadas pelo ser humano. O único ser, até onde conheço, inteligente! Tão inteligentemente destrutivo! Como no pensamento de Gandhi, nós precisamos primeiramente, aprender, ou melhor, desenvolver a força de PERDOAR! Perdoar, primeiro a nós mesmo, por tantas coisas erradas que já cometemos, connosco. Assim, aprendemos a perdoar também a nós, pelos erros que cometemos com os outros. Para, finalmente perdoar de todo coração, aos outros! Por seus deslizes connosco! Quanta coisa irá mudar no mundo, se que aprendermos e praticarmos, um pensamento, de um homem inteligente. Imagine-se então, como será o mundo se fizermos isso todos os dias: Não custa nada pensar e começar…
Lylybety

SER E ESTAR EM RITMO CÓSMICO TOTAL

Ser e estar em ritmo cósmico total dentro de si mesmo, é o único lugar onde não haverá dúvidas, mesmo quando à sua volta lhe digam que é melhor mudar de direcção. Saiba que esta viagem tem por objectivo a realização de uma empreitada colectiva, onde todos têm um papel muito importante a desempenhar, só que cada um deverá estar consciente da função que lhe é destinada e nunca a perder de vista, pois a sua realização é individual e pessoal, e competirá a cada um avaliar o seu próprio desempenho. Acredite em si e nas enormes possibilidades que se abrem à sua frente, saiba que é na medida do seu optimismo e determinação que criará as melhores condições para que o resultado colectivo da empreitada seja o esperado. Viva aquilo que já é perfeito em si. Vá em frente. Agora é o momento, não há tempo a perder! E seja alegre, compartilhe a alegria com seus companheiros de viagem; distribua sorrisos; sinta-se disponível; vibre com o sucesso dos outros; ame todos de igual modo, é esse o significado do Amor Incondicional; aceite as diferenças sem julgamento, pois cada ser humano é único; sinta cada desafio como uma nova experiência, que lhe proporciona conhecimento e evolução; celebre cada novo dia, desde o nascer ao pôr do sol; respeite todos os outros seres vivos da natureza; ame o planeta, é através dele que pode viver esta magnífica experiência; procure o entendimento da sua realidade num âmbito mais elevado do que a perspectiva materialista, libertando-se do ego, só através do conhecimento espiritual é possível conhecer e compreender a matéria; abra o coração e entregue-se ao novo conhecimento, assim encontrará a Iluminação; viva cada novo dia aqui, na Terra, com gratidão e celebre o seu propósito evolutivo, está a um pequeno passo de encontrar aquilo que procura. As respostas estão sempre no seu coração, não se esqueça de se respeitar a si próprio, pense, fale e realize com coerência, só assim será verdadeiramente íntegro consigo. Sinta o Amor fluir dentro de si, sinta vontade de falar e de manifestar esse Amor, e verá a Paz e a serenidade invadirem o seu quotidiano, trazendo-lhe o bem estar, a alegria, a saúde a abundância que tanto deseja. O verdadeiro caminho para a Iluminação só será possível através do Amor. Sem conhecimento não há Sabedoria. Nem Cura, Luz, Paz e Amor
Lylybety

SABEDORIA DE VIDA

Só aqueles que têm paciência para fazer coisas simples com perfeição é que irão adquirir habilidade para fazer coisas difíceis com facilidade. (Johann Christoph Von Schiller)
****************
Quando eu era menina, estava sempre a pedir coisas diferentes. Um dia minha avó disse-me isto: responde rapidamente: se tu neste instante te encontrasses junto ao poço dos desejos, qual seria o teu pedido? Mais saúde, felicidade, uma companhia agradável, uma fortuna financeira, facilidade para passar numa prova da escola ou num concurso, num exame do ano lectivo, o emprego dos meus sonhos. Acho melhor terminares a lista por aqui, porque o poço dos desejos não existe. Respondeu minha avó rindo-se Mas agora, lembra-te das coisas que habitualmente pedes para ti, em tuas orações, e achas que haverá alguém no mundo que em sã consciência peça dificuldades ou privações? Absolutamente NÃO! Mas no fundo são as dificuldades, os desafios que nos tornam você resistente ás tempestades. Sabias disso? Vou contar-te uma história interessante para reflectires! Algum tempo atrás, havia um médico, que tinha por "passatempo" plantar árvores no quintal de sua casa. Mas havia um facto interessante que chama mais atenção do que o enorme esforço que ele fazia para plantar árvores e mais árvores, era o facto de que ele jamais regar as arvores que plantava. O que foi observado por um vizinho, que notou logo, que suas árvores estavam demorando muito para crescer. Certo dia, o vizinho do médico resolveu aproximar-se e perguntar se ele não tinha receio de que as árvores não crescessem, uma vez que ele nunca as regava. Então o médico descreveu orgulhosa sua fantástica teoria! Disse que, se regasse as plantas, suas raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima. Daquela maneira, como ele não regava as árvores, elas demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a ir para o fundo, em busca da água e das fontes nutrientes que estão em camadas mais inferiores do solo. Assim, segundo esse médico, as árvores teriam raízes profundas e seriam mais resistentes às intempéries. Ele ainda revelou que com certa frequência dava uma palmada nas árvores, com um jornal enrolado, e que fazia isso para que se mantivessem sempre acordadas e atentas. Vários anos depois, no quintal daquela casa, havia um bosque que não existia, anos antes. E aquele médico com sua “Teoria” havia realizado seu sonho! O curioso é que mesmo em dias de vento muito forte e gelado, em que as árvores da rua arqueavam, como se não resistissem ao rigor do Inverno. Aquelas árvores do quintal do médico estavam sólidas e praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente a toda ventania. Que efeito curioso! Você não achas? As adversidades pelas quais aquelas árvores tinham passado, levando palmadas, e tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que o conforto o tratamento mais fácil jamais conseguiria. Agora me responde: o que essa história do médico e suas arvores tem a ver connosco? Na maioria das vezes, pedimos vidas mais fáceis, pedimos que Criador do Universo, nos liberte das dificuldades. Quantas vezes solicitamos aos nossos mestres não serem tão rígidos na prova. Nos prazos de entrega dos trabalhos. Nas exigências e cobranças dos chefes! No entanto, são as dificuldades que nos permitem criar raízes mais profundas, e nos ajudam desenvolver as qualidades que nos tornam seres humanos melhores. Só assim resistiremos bravamente a todas as tempestades que nos surgem a cada dia. Lá diz o provérbio, o que não mata engorda, ou ainda, o que não nos mata só nos fortalece. Nunca esqueças isto, querida.
Lylybety!

A SABEDORIA QUE NOS TRAZ A IDADE

A vitalidade se revela não apenas na capacidade de persistir, mas também na capacidade de começar de novo. (Scott Fitzgerald) ****************
Mais uma semana começa, Novembro está quase no fim! Não apenas uma semana repleta de boas coisas. Mas uma semana cheia de oportunidades de aprender, de refazer planos, de recalcular sua trajectória. Se analisarmos bem, falta um pouco mais de um mês para o término deste ano! Mas não me lamente! Se por algum motivo, algum plano meu, não deu certo! Mesmo que esteja próximo de sentir a derrota. Lembre-me, do que minha avó me dizia: podes sair do fundo do poço! Um dia perguntei, como posso sair do fundo do poço? Ele é tão fundo e nem sei nadar! Então ela respondeu: Vou contar “mais uma historinha”. Talvez já conhecida porti, mas que vale a pena ser relembrada! Um fazendeiro, que lutava com muitas dificuldades, possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos em sua pequena fazenda. Certo dia, seu capataz veio trazer a noticia de que um dos cavalos havia caído num velho poço abandonado. O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá. O fazendeiro foi rapidamente até o local do acidente, avaliou a situação, certificando-se de que o animal não se havia magoado. Mas, pela dificuldade de alto custo para retirá-lo do fundo do poço, achou que não valia a pena investir na operação de salva-lo. Tomou, então a difícil decisão: determinou ao capataz que se sacrificasse o animal jogando terra no poço até enterrá-lo, ali mesmo. Os empregados, comandados pelo capataz, começaram a lançar terra pra dentro do buraco de forma a cobrir o cavalo. Mas, à medida que a terra ia caindo em seu dorso, o animal a sacudia e ela ia se acumulando no fundo, possibilitando o cavalo subir. Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterra, mas ao contrario, estava subindo à medida que a terra enchia o poço, até que finalmente, conseguiu subir!!! Baseada nesta historinha, se estiveres "lá em baixo", sentindo-te pouco valorizada, quando, certos de teu "desaparecimento", os outros jogarem sobre ti a terra da incompreensão, da falta de oportunidade e de apoio, lembre-te do cavalo desta historia. Não aceites a terra que jogarem sobre ti, sacode-a e sobe sobre ela. E quanto mais jogarem, mais tu vai subindo, subindo, subindo... Assim, podes sair do fundo do poço, usando a terra que jogam para te enterrar, juntamente com teus sonhos! Pense nisso e não aceites nunca a derrota.
Lylybety!

UM EXEMPLO A SEGUIR

Desde pequena Svetlana só tinha conhecido uma paixão: dançar e sonhar em ser uma Gran Ballerina do Bolshoi Ballet. Seus pais haviam desistido de lhe exigir empenho em qualquer outra actividade. Os rapazes já haviam se resignado: o coração de Svetlana tinha lugar para somente uma paixão e tudo mais era sacrificado pelo dia em que se tornaria a Bailarina do Bolshoi. Haviam criado um apelido especial para ela : lankina que no antigo dialecto queria dizer "a que flutua". Era uma forma carinhosa de brincar com a bela e talentosa Svetlana pois a palavra também podia significar "a que divaga", ou "que sonha acordada". Um dia, Svetlana teve sua grande chance. Conseguira uma audiência com Sergei Davidovitch, Ballet Master do Bolshoi, que estava seleccionando aspirantes para a Companhia. Dançou como se fosse seu último dia na Terra. Colocou tudo que sentia e que aprendera em cada movimento, como se uma vida inteira pudesse ser contada em um único compasso. Ao final, aproximou-se do Ballet Master e lhe perguntou: "Então, o Sr. acha que eu posso me tornar uma Gran Ballerina?" "Não minha filha, não serás capaz de o fazer respondeu o Mestre sorridente" Na longa viagem de volta a sua aldeia, Svetlana, em meio as lagrimas, imaginou que nunca mais aquele "Não" deixaria de reverberar em sua mente. Meses se passaram até que pudesse novamente calçar uma sapatilha . Ou fazer seu alongamento frente ao espelho. Dez anos mais tarde Svetlana, já uma estimada professora de ballet, criou coragem de ir a performance anual do Bolshoi em sua região. Sentou-se bem a frente e notou que o Sr. Davidovitch ainda era o Ballet Master. Após o concerto, aproximou-se do cavalheiro e lhe contou o quanto ela queria ter sido bailarina do Bolshoi e quanto doera, anos atrás, ouvir-lhe dizer que não seria capaz. "Mas minha filha, eu digo isso a todas as aspirantes" respondeu o Sr. Davidovitch. "Como o Sr. poderia cometer uma injustiça dessas? Eu dediquei toda minha vida! Todos diziam que eu tinha o dom. Eu poderia ter sido uma Gran Ballerina se não fosse o descaso com que o Sr. me avaliou!" Havia solidariedade e compreensão na voz do Master, mas não hesitou ao responder: "Perdoe-me, minha filha, mas você nunca poderia ter sido grande o suficiente, se você foi capaz de abandonar seu sonho pela opinião de outra pessoa." Nunca devemos abandonar nossos sonhos
Lylybety

Oi! Meu nome é Felicidade. Você me conhece????

Oi! Meu nome é Felicidade. Você me conhece???? Faço parte da vida daqueles que têm amigos, pois ter amigo é ser feliz. Faço parte da vida daqueles que acreditam que ontem é passado, amanhã é futuro e hoje é uma dádiva por isso é chamado presente. Faço parte daqueles que a creditam na força do amor, que acreditam que para uma história bonita não há um ponto final. Eu sou casada sabia? Sou casada com o Tempo. Ah! Meu marido é lindo! Ele reconstrói corações, ele cura o machucado, ele vence a tristeza... Juntos eu e o Tempo, tivemos três filhos a Amizade, a Sabedoria e o Amor. A Amizade é a filha mais velha, umas meninas lindas, sinceras e alegres. A Amizade brilha com o sol, a Amizade une as pessoas pretende nunca ferir e sempre consolar. A do meio é a Sabedoria culta, integra, sempre foi mais apegada com o pai, o Tempo, a Sabedoria e o Tempo andam sempre juntos. O mais novo é o Amor! Há como esse me dá trabalho! É teimoso ás vezes só quer morar num só lugar, eu vivo dizendo:- Amor tu foste feito para morar em dois lugares não apenas em um! O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo. Quando ele começa a fazer estragos eu chamo logo o pai dele, o Tempo, aí o Tempo sai fechando todas as feridas que o Amor abriu... Uma pessoa muito importante me ensinou uma coisa, tudo no final acaba bem, se as coisas não andam bem, é porque você não chegou no fim. Por isso acredite sempre na minha família, acredite na Amizade, na Sabedoria, no Tempo, e principalmente no Amor, aí com certeza um dia eu, a Felicidade, baterei na sua porta! Tenha tempo para os sonhos, eles conduzem a sua carruagem para as estrelas, e não se esqueça, SORRIA.
Lylybety

GOVERNAR

Digamos que você foi escolhido(a) para comandar o mundo por 24 horas! Não, não é no papel de DEUS, nem assumir o lugar do pretenso governador mundial George W. Bush...
******************
O seu papel, é mais importante! Mas nem se preocupe com o que você poderá ganhar em termos financeiros... Por que assim que deixar seu cargo, tudo que você arrecadou em forma de bens, riquezas, posses, serão devolvidas ou repassada a seu sucessor Então você só poderá ser beneficiado com aquilo que efectivamente vier a beneficiar aos outros. Não vou sugerir nenhuma linha de acção, para influenciar seu mandato. Apenas algumas regras: Você terá apenas 24 horas para preparar seu plano de governo... Em linhas gerais, estabelecer quais acções serão efectivamente realizadas. Que leis serão criadas. Enfim, o que você irá fazer em seu breve mas não menos importante mandato! Você poderá escolher uma equipe de até sete pessoas para lhe auxiliar nas acções que serão implantadas durante seu governo. Agora, sua tarefa será, escolher essa equipe, delegar-lhe as linhas gerais de seu plano e finalmente começar a agir. Bem, se você estranhou essa “conversa” até aqui... Vamos viajar por um mundo, faz-de-conta, para imaginar como seria, ou, o que nós faríamos efectivamente se nos fosse concedido esse poder de governar o mundo por um dia? Esse dia não chegaria, nem para reunir toda a equipa de que necessitaria. Por isso todos os governos têm de ter tempo de se organizar, e, só depois poderão governar convenientemente. A organização, por vezes demora mais tempo do que a acção. Esta não se poderá concretizar se não houver uma organização credível Geralmente olhamos o mundo a nossa volta, seja em casa, no trabalho, na escola, no bairro, na cidade, estado, país, até mesmo no mundo todo. Apontamos muitas coisas erradas. Apontamos os erros cometidos por aqueles que lá estão governando. Sempre temos críticas ao professor, ao chefe, aos pais, aos cônjuges, aos governos. Por isso, este exercício, para que possamos também ter consciência, de que se nós pudéssemos governar além das fronteiras de nossa própria vida, quais seriam efectivamente nossas acções e atitudes. Pensem nisso e não reclamem tanto Se quiser compartilhar comigo seu “plano de governo” será um grande prazer recebê-lo.
Lylybety

Helen Keller

Um homem pode fracassar muitas vezes, mas só é um fracassado quando começa a culpar outra pessoa. (John Burroughs)
********************
Neste momento encontro-me em meu cantinho, pensativa, esperando a inspiração para escrever algo aproveitável a mim, e, aos meus hipotéticos leitores. Após uma rápida reflexão, eis que surgiu em minha mente o que seria o tema de hoje. Minha inspiração hoje levou-me a Helen Keller, uma mulher extraordinária, cega, surda e muda desde bebé que chama a atenção para a apreciação de nossos sentidos. Helen, apenas de posse do sentido do tato e uma perseverança inigualável, sob a orientação de Anne Sullivan Macy, pôde aprender a ler e escrever pelo método Braille, chegando mesmo a falar, por imitação das vibrações da garganta de sua orientadora, as quais captava com as pontas dos dedos. O esforço de sua mente em procurar se comunicar com o exterior teve como resultado o afloramento de uma inteligência excepcional, considerada a maior vitória individual da história da educação. Ela foi uma educadora, escritora e advogada de cegos. Tinha muita ambição e grande poder de realização. Ao lado de Sullivan, percorreu vários países do mundo promovendo campanhas para melhorar a situação dos deficientes visuais e auditivos. Helen Keller, é considerada uma das grandes heroínas do mundo. Ela alterou nossa percepção do deficiente. Ela escreveu o seguinte: "Várias vezes pensei que seria uma benção se todo ser humano, de repente, ficasse cego e surdo por alguns dias no principio da vida adulta. As trevas o fariam apreciar mais a visão e o silêncio lhe ensinaria as alegrias do som". E um dos ensaios mais significantes que Helen nos deixou foi: Às vezes o meu coração anseia por ver tudo aquilo que só conheço pelo tato. Se eu consigo tanto prazer com um simples toque, quanta beleza poderia ser revelada pela visão! E imaginei o que mais gostaria de ver se pudesse ver, digamos, por apenas três dias. O primeiro dia seria muito ocupado. Eu reuniria todos os meus amigos queridos e olharia seus rostos por muito tempo, imprimindo em minha mente as provas exteriores da beleza que existe dentro deles. Também fixaria os olhos no rosto de um bebé, para poder ter a visão da beleza ansiosa, inocente e gostaria de olhar nos olhos fiéis e confiantes de meus dois cães. À tarde daria um longo passeio pela floresta, contagiando meus olhos com as belezas da natureza e rezaria pela glória de um pôr de sol colorido. Creio que nessa noite não conseguiria dormir. No dia seguinte eu me levantaria ao amanhecer para assistir ao empolgante milagre da noite se transformando em dia. Contemplaria assombrada, o magnífico panorama de luz com que o sol desperta a terra adormecida. Como gostaria de ver o desfile do progresso do homem, visitaria os museus. Tentaria sondar a alma do homem por meio de sua arte. Veria então o que conheci pelo tacto. Todo o magnífico mundo da pintura me seria apresentado. A noite de meu segundo dia seria passada no teatro ou no cinema. No terceiro dia, a cidade seria meu destino! Iria aos bairros pobres, às fábricas, aos parques onde as crianças brincam. Viajaria pelo mundo visitando os bairros estrangeiros. Meus olhos estariam sempre abertos tanto para as cenas de felicidade quanto para as de tristeza, de modo que eu pudesse descobrir como as pessoas vivem e trabalham, para compreendê-las melhor. À meia-noite, uma escuridão permanente outra vez se cerraria sobre mim. Claro, nesses três curtos dias eu não teria visto tudo que queria ver. Só quando as trevas descessem de novo é que me daria conta do quanto eu deixara de apreciar. Assim usemos nossos olhos como se amanhã fossemos perder a visão. E o mesmo se aplica aos outros sentidos. Ouça a música das vozes, o canto dos pássaros, os possantes acordes de uma orquestra, como se amanhã fosse ficar surdo. Toque cada objecto como se amanhã perdessem o tacto. Sintam o perfume das flores, saboreiem cada bocado, como se amanhã não mais sentisse aromas nem gostos. Usemos ao máximo todos os sentidos.. Apreciemos todas as variedades da beleza que o mundo nos revela pelos vários meios de contacto fornecidos pela natureza! É uma bonita ideia, esta que hoje me ocorreu não é? Dou GRAÇAS A DEUS, por ter-ma inspirado
Lylybety

FORÇA INTERIOR

Ser derrubado é frequentemente uma condição temporária. Desistir é o que a torna permanente. (Marilyn vos Savant)
*********************
Eu acredito, haver alguma forma de tornar-se imbatível na luta pela vida. Sim, tornarmo-nos uma dessas pessoas que mesmo tropeçando, continuam a caminhada. Mesmo caindo, levantam-se e partem para uma nova jornada. Realmente, todos nós nos machucamos e sangramos, por fora e por dentro, mesmo quando queremos somente viver a vida plenamente! Todos nós nos sentimos exaustos, um dia ou outro e paramos nossa caminhada para descansar quando não conseguimos dar nem mais um passo. Pois este é seu caso, meu caso e o caso de todos os que estão vivos. É preciso saber que ninguém disse que nossa aventura de viver seria fácil mas, apesar dos tropeços, quedas, dores, tristezas, ferimentos, solidão e exaustão, ainda assim podemos ser mais fortes. Mesmo quando derrubados, nós podemo-nos levantar e continuar. Somos mais fortes do que nossas aparentes limitações e a prova disso é o que sentimos quando algo está limitando nossa própria vida. Somos mais fortes do que nossos ferimentos, razão pela qual buscamos curarmo-nos o mais rápido possível para voltar ao combate na vida, na família, na empresa, na escola ou onde quer que sejamos necessários. Somos mais fortes do que a tristeza porque, no fundo, desejamos que ela se vá para dar lugar à alegria e felicidade. Agora quero dizer o quanto podemos ser fortes! Mais fortes do que pensam os outros, por melhor que nos conheçam! Mais forte do que nós pensamos, por mais que acreditamos conhecermo-nos. Mais forte do que qualquer um sobre a Terra possa achar que nós somos. Nossa força não pode ser medida em aparelhos, não pode ser guardada nem vendida. Ela está dentro de nós, e só nós pode-mos usá-la, quando achar-mos que devemos, quando acharmos que podemos, quando acharmos que vamos. Mesmo que soframos derrotas temporárias, lembremo-nos que: nossas derrotas não são permanentes! Como disse Marilyn vos Savant: “Ser derrubado é frequentemente uma condição temporária. Desistir é o que a torna permanente.” Tem mais! Não devemos desistir, somos mais fortes, e sempre seremos mais fortes. Mostremos isso ao mundo hoje e se, por qualquer razão, alguém tropeçar e cair, lembre-se: DE QUE É MAIS FORTE. Agora, respiremos fundo, levantemo-nos e não vamos desistir. Desistir é o que torna toda derrota permanente. Levantar-se é o que torna toda derrota somente mais uma lição em direcção ao seu imbatível sucesso. Assim é, assim será!
Lylybety

A MAGIA ESTÁ EM NÓS

A liberdade de fracassar é vital se você quer ser bem sucedido. As pessoas mais bem sucedidas fracassaram repetidamente, e uma medida de sua força é o fato de o fracasso impulsioná-las a alguma nova tentativa de sucesso. (Michael Korda)
**************
Hoje já é sexta-feira. Gostaria de falar sobre algo que me aconteceu muitas vezes. Muitas vezes percebi que existiam momentos em minha existência, em que era tomada por uma força, uma coragem como por artes de magia Chegava a espantar-me, com o estado de ânimo que atingia. Mas logo me aconteciam outros momentos em que acabava tomada por um medo enorme, que me levava á beira do desespero! Então me perguntei, porque me acontece isto? Cheguei á conclusão de que são estados que nós mesmos criamos. Eles são os grandes motivadores de sucesso ou de fracasso em nossas acções. Aprendi então que para dominar estes estados, precisei primeiro, de tentar descobrir quais são meus verdadeiros valores, acreditar sem dúvida alguma na minha própria capacidade, e partir então atrás daquilo que sempre quis e sonhei, buscar meus objectivos! Então passei a acreditar na minha força. Quando temos consciência dessa força, ela se transforma em magia. E nada nos pode segurar, ou atemorizar Percebi então que isto acontece com todos nós. Muitas vezes, não estamos vendo nem percebendo as nossas qualidades Minha sugestão é que façamos um inventário das nossas qualidades! Descobrir quais são seus verdadeiros talentos. E, ao fazermos isso, nem podem imaginar a surpresa, ao descobrir quanta magia existe dentro de nós. Quando tomamos consciência dessa força, nem precisamos de uma espada “Mágica” para enfrentar os Dragões do medo, da desconfiança, do desânimo, que surgirem em nosso caminho. Ah, eu me referi á espada mágica, então vou contar uma história para ilustrar melhor esta reflexão de hoje! “Contou-me minha santa avózinha, numa história muito, muito antiga, do tempo dos cavaleiros em brilhantes armaduras, sobre um jovem comum que estava com muito medo de testar sua habilidade com as armas, no torneio local. Certo dia, seus amigos quiseram pregar-lhe uma peça e deram-lhe de presente uma espada, dizendo que tinha um poder mágico muito antigo. O homem que a empunhasse jamais seria derrotado em combate. Para surpresa deles, o jovem correu para o torneio e a pôs em uso o presente, ganhando todos os combates. Ninguém jamais vira tanta velocidade, agilidade e ousadia com a espada. A cada torneio, a notícia de sua maestria se espalhava, e não tardou a ser ovacionado como o primeiro cavaleiro do reino. Por fim, achando que não faria mal nenhum, um dos seus amigos revelou a brincadeira, confessando que o instrumento não tinha nada de mágico, era só uma espada comum. Imediatamente o jovem cavaleiro foi dominado pelo terror. De pé na extremidade da área de combate, as pernas tremeram, a respiração ficou presa na garganta e os dedos perderam a força. Incapaz de continuar acreditando na espada, ele já não acreditava mais em si mesmo. E nunca mais competiu.” Por isso, numa hora má de minha vida, em que me sentia só triste e desanimada, lembrei-me desta história, e no que minha avó me quis transmitir com ela. Decidi acreditar que verdadeira magia está dentro de mim mesma. Não em objetos a quem queriam atribuí-la. A partir de então, minha vida se tornou calma tranquila, vivendo um dia de cada vez da melhor maneira que sei e posso, desde que seja prazeroso. Acreditam? Se acreditam sigam meu exemplo. Se não acreditam e esperam milagres, pior para vocês que me lêem.
Lylybety

EXERCICIOS DE MEDITAÇÃO E RELAXAMENTO

Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos nosso mundo. (Buda)
********************
Hoje já é sexta feira!
Quem trabalha chega neste dia da semana, muito agitado, quase completamente stressado! RELAXE... Você já vai perceber o quanto a situação irá melhorar. É Mesmo! Acredite, Não tem nada melhor do que desligar-se um pouco da agitação que está tomando conta do seu dia-a-dia. Tem mais! O stress causa muito mal a sua saúde, física e mental. Então tem que haver um jeito de nos livrar-mos desse monstrinho que apavora a nossa vida moderna. E para ajudar você relaxar um pouquinho, nesta sexta-feira vou apresentar algumas dicas, digamos, umas regrinhas, para perder sua tensão... Veja estar regras, tente aplicá-las hoje mesmo! Primeiro, salpique a parte mais ocupada de seu dia com um minuto de quietude, de vez em quando, isso romperá a tensão e manterá sua eficiência até o final do dia. Depois, arranje quinze minutos seguidos de silêncio, a alguma altura do dia, se puder, feche os olhos, concentre-se apenas em si mesmo verá que vale a pena dar-se a si mesmo esse luxo, depois duma semana agitada. Agora, nesse período tranquilo use técnicas de relaxamento, com disciplina física, mental e espiritual, elas reduzem a tensão. Ajuda se acender um pauzinho de incenso com um aroma de sua preferência, e colocar uma música bem suave. Existem á venda Cds que nos ajudam a fazer estes exercícios Inspire e expire profundamente três vezes. Erga os braços e deixe que as mãos tombem sobre os joelhos, como uma folha molhada sobre uma acha de lenha. Há algo mais destituído de tensão do que uma folha molhada sobre uma acha de lenha? Imagine que a paz do Criador do Universo, destituída de tensão, está tocando, um por um, cada músculo de seu corpo e de seu rosto, terminando por pousar-se tranquilamente sobre seus olhos. Repouse a mente pela imaginação. Mentalmente você pode fazer uma viagem sem sair de onde está. Também em sua imaginação, demore-se por um momento sobre as cenas mais tranquilas e belas que puder visualizar. Pelo pensamento ligue sua vida à energia renovadora do Universo. Pense em você mesmo como sendo renovado, física, emocional e espiritualmente. Todos os dias, procure repetir mentalmente para si mesmo “Estou em paz, Tenho Paz, Proclamo e vivo pela paz”... E finalmente, drene da sua mente o ódio, o pensamento impuro, os desejos desonestos, o medo. Estas coisas são centros infecciosos de tensão. Quando são drenadas, o repouso torna-se completo. Durante muitos anos de minha vida, vivi num sufoco de nervos e stress, mas, depois de usar estas técnicas, passei a ser uma pessoa calma que raramente se enerva. E vejo a vida muito mais bonita, onde tudo o que nos acontece, ainda que nos pareça mau, é para nosso bem. O Universos trabalha a nosso favor, nós é que no frenesim da nossa vida familiar e laboral, trabalhamos contra o Universo. Aceitar e praticar esta verdade, dá-nos paz e tranquilidade, pense nisto e faça, verá o resultado.
Lylybety

Sonhei com DEUS.

Sonhei que tinha marcado uma entrevista com DEUS. - "Entre!", falou DEUS: "Então, você gostaria de Me entrevistar?". - "Se Você tiver um tempinho", disse eu. DEUS sorriu e falou: - "Meu tempo é eterno, suficiente para fazer todas as coisas. Que perguntas você tem em mente?" - "Quais as coisas que mais O surpreendem na humanidade?", perguntei. E DEUS respondeu: -"Que se aborreçam de ser crianças e queiram logo crescer e aí, desejem ser crianças outra vez. Que desperdicem a saúde para fazer dinheiro e aí percam dinheiro para restaurar a saúde. Que pensem ansiosamente sobre o futuro, esqueçam o presente e, dessa forma não vivam nem o presente, nem o futuro. Que vivam como se nunca fossem morrer e que morram como se nunca tivessem vivido". Em seguida, a mão de DEUS segurou a minha e por um instante ficamos silenciosos; então eu perguntei: -"Como PAI, quais as lições de vida que VOCÊ quer que SEUS filhos aprendam?" Com um sorriso, DEUS respondeu: -"Que aprendam que não podem fazer com que ninguém os ame. O que podem fazer é que se deixem amar. Que aprendam que o mais valioso não é o que têm na vida, mas quem têm na vida. Que aprendam que não é bom se compararem uns com os outros. Todos serão julgados individualmente sobre seus próprios méritos, não como um grupo na base da comparação! Que aprendam que uma pessoa rica não é a que tem mais, mas a que precisa menos. Que aprendam que só é preciso alguns segundos para abrir profundas feridas nas pessoas amadas e que é necessário muitos anos para curá-las. Que aprendam a perdoar, praticando o perdão. Que aprendam que há pessoas que os amam muito, mas que simplesmente não sabem como expressar ou demonstrar seus sentimentos. Que aprendam que dinheiro pode comprar tudo, exceto felicidade. Que aprendam que duas pessoas podem olhar para a mesma coisa e vê-la totalmente diferente. Que aprendam que um amigo verdadeiro é alguém que sabe tudo sobre eles e gosta deles mesmo assim. Que aprendam que não é suficiente que eles sejam perdoados, mas que se perdoem a si mesmos". Por um tempo, permaneci sentado, desfrutando aquele momento. Agradeci a ELE pelo SEU tempo e por todas as coisas que ELE tem feito por mim e pela minha família. ELE respondeu: - "Não tem de quê. Estou sempre aqui, 24 horas por dia. Tudo o que você tem a fazer é chamar por mim e EU virei. Você pode esquecer o que eu disse. Você pode esquecer o que eu fiz, mas você jamais esquecerá como eu te fiz sentir com essas palavras. Então, por favor, arranje um tempo para passar isto que escrevi para aqueles de quem você gosta."

NÃO GUARDE PARA DEPOIS.....

Se nós não tivéssemos defeitos, não teríamos tanto prazer em notá-los nos outros (La Rochefoucauld)
**********************
Como as pessoas tem facilidade em apontar os defeitos nos outros. Não é verdade? Mas não me vou prender a ficar aqui criticando os defeitos dos outros, quando lá no fundo eu também tenho muitos, pois ninguém é perfeito. Isso faz parte das “atribuições” de nós adultos. Somos todos sobrecarregados de responsabilidades, compromissos e acabamos procurando nossos defeitos nos outros. Mas, para que isso não tome conta das nossas vidas, vou dar outro rumo nesta crónica. Às vezes tenho a impressão de que nossa vida é tão curtinha, para dar tanta importância ás picuinhas e defeitos dos outros. Que precisamos encontrar um sentido mais grandioso pra nossa existência. Então, é melhor não esperar muito! Não vamos esperar uma vida toda, para então mudar alguma atitude nossa! Não vamos esperar encontrar pessoas perfeitas para então nos apaixonarmos! Nem vamos esperar ter muito dinheiro na conta, para então pensar em ajudar alguém! Muito menos, vamos esperar a enfermidade, para só então compreender que nossa vida é frágil. Ah, importante também! Não espere cair primeiro, para se lembrar dos conselhos! Nem espere encontrar o emprego ideal para começar a trabalhar! Não espere ficar de luto para então reconhecer quem é importante para você! Nem pense em esperar ficar sozinho para então reconhecer o amor de quem está ao seu lado! Ah, tem mais! Não espere que os outros te elogiem, para começar a acreditar em ti mesmo! Também não espere ser amado, para então começar a amar! Não espere a separação para buscar a reconciliação! E para ser gentil, não espere um sorriso primeiro... Não espere a mágoa para pedir perdão. E lembre-se: Acredite em você para começar uma nova fase... a mais importante da sua vida: "de agora em diante"! Mas não espere! Comece já!!!
Lylybety!

NEM TUDO É, O QUE PARECE!


Quase sempre estão ao nosso alcance os recursos que pedimos ao céu. (Shakespeare)



*****************
Quantas vezes nós pedimos, suplicamos, desejamos, imploramos por algo! Pedimos mais bênçãos, menos sofrimento, maior sabedoria. Porém, como saber se o que pedimos não foi concedido? Nós ás vezes não identificamos o que recebemos dos céus como bênçãos. E porquê? As coisas nem sempre são o que parecem! Dizia a minha avó que era sábia, ilustrando com mais uma história a sua afirmação. Certa vez, dois anjos viajantes pararam para passar a noite na casa de uma família muito rica. A família deu abrigo, mas com muita má vontade. Apesar de viverem em uma mansão com muitos quartos, não permitiram que os anjos ficassem em nenhum deles. Em vez disso, deram aos anjos um espaço, num quartinho pequeno e frio, no sótão da casa. A medida que eles faziam a cama no duro piso, o anjo mais velho viu um buraco na parede e tapou-o. Quando o anjo mais jovem perguntou o porquê, o anjo mais velho respondeu: - As coisas nem sempre são o que parecem. No dia seguinte, os dois continuaram viagem. Com a chegada da noite, os dois anjos pediram abrigo na casa de um casal muito pobre. O senhor e sua esposa eram muito hospitaleiros e receberam de bom grado os viajantes. Depois de compartilhar a pouca comida que a família tinha, o casal permitiu que os anjos dormissem na cama do casal, onde eles poderiam ter uma boa noite de sono para poder prosseguir a viagem totalmente descansados. Quando amanheceu, os anjos encontraram o casal, banhado em lágrimas. A única vaca que eles tinham, cujo leite era a única entrada de dinheiro, jazia morta no campo. O anjo mais jovem estava furioso e perguntou ao mais velho: - Como permitiste que isto acontecesse? O primeiro homem tinha de tudo e, no entanto, tu ajudaste-o tapando um buraco, para que o frio não lhe entrasse em casa. A segunda família tinha pouco, mas estava disposta a compartilhar tudo, e tu permitiste que a vaca morresse. Por que fizeste isso? - As coisas nem sempre são o que parecem - respondeu o anjo mais velho. - Quando estávamos no sótão daquela imensa mansão, notei que havia ouro naquele buraco da parede. Como o proprietário era muito avarento e não estava disposto a compartilhar sua boa sorte, fechei o buraco de maneira que ele nunca mais possa encontrar o ouro. Depois, ontem à noite, quando dormíamos na casa dessa família pobre e humilde, o anjo da morte veio em busca da mulher e do agricultor, e eu lhe dei a vaca no lugar dos dois. Por isso que sempre digo, que as coisas nem sempre são o que parecem... Algumas vezes, isso é exactamente o que acontece quando as coisas não saem da maneira como esperamos. Mas, se tivermos fé, somente necessitamos confiar que aconteça o que acontecer connosco algum propósito há. Provavelmente alguma coisa muito melhor virá a seguir. Lembra-te: O ontem é história. O amanhã é um mistério. O hoje é uma dádiva. E é por isso que se chama presente. Então, vive-o da melhor forma possível! Pensa nisso...

Lylybety